LOUCOS POR ANIMANGÁ

CRIAÇÃO DE MANGÁ

 

BRAZUKA FAZ SUCESSO NA JAPÃO \o\

Como você imaginaria o estúdio de um mangaká profissional? Estantes de mangás, mesas cobertas com pilhas de ilustrações, rascunhos, story boards e materiais do ofício como pincéis, lápis, canetas e réguas espalhadas por todo canto, certo? Pelo menos era essa a imagem que eu tinha até conhecer o desenhista Kamiya Yuu. Mas antes de saber como é o seu ambiente de trabalho, é imprescindível fazer uma apresentação do próprio autor: ele é o primeiro mangaká profissional brasileiro a ter suas obras publicadas por uma editora japonesa.

Da mesma forma que dizem que “todo brasileiro já quis ser um jogador de futebol”, a maioria dos adoradores de anime e mangá um dia sonhou em ter uma obra de sua autoria publicada. Kamiya Yuu não só conseguiu realizar tal feito, como também provou que o mercado de quadrinhos nipônico não é tão fechado para artistas estrangeiros como aparenta ser. Quando a equipe da redação visitou seu apartamento, na província de Saitama, outra grande surpresa!

Exceto as estantes de mangá, nada de milhões de papéis com desenhos e rabiscos espalhados pelo ambiente de trabalho. Em vez de bagunça, muita organização. Quando seguimos em direção ao seu “escritório” (Kamiya trabalha em sua casa) entendemos o porquê: só sua mesa tinha 6 monitores de computador e um tablet fora das proporções convencionais. Sua escrivaninha mais parecia uma cabine de controle retirada de um filme no melhor estilo Guerra nas Estrelas. Tanta tecnologia dispensava o desenho a mão. Na tela do enorme tablet, traços digitais do seu mais novo mangá: Greed Packet Unlimited.

No mesmo ambiente, outros três assistentes, também devidamente equipados com máquinas de última geração, trabalhavam risco por risco com extrema cautela. Se um traço saía errado, nada de borrachas: um toque no teclado basta para apagar o erro. Cada monitor da mesa de Kamiya tem uma função. Em três deles, o chefe pode observar o andamento do serviço de seus ajudantes, enquanto nos outros restantes estão abertos dezenas de programas como Photoshop e ComicStudio. Porém, com um toque da ponta de sua caneta digital sobre o tablet, Kamiya pode alterar a configuração das telas, arrastando-as para lá e para cá. Como em um concerto de música em que o maestro comanda o ritmo da orquestra, o mangaká hightech organiza o trabalho do dia-a-dia.

“Não são todos os mangakás que utilizam equipamentos e softwares tão modernos. A maioria ainda prefere desenhar com papel e tinta à moda antiga”, explica Kamiya, em japonês sem sotaque. Apesar da fisionomia mestiça puxada mais para o lado verde-amarelo, o autor não mantém fortes vínculos com a terra-natal, muito pelo contrário, “às vezes me dou conta de que não nasci aqui. Raramente uso o português. Entendo tudo que ouço no idioma, mas sinto dificuldade em montar uma frase”, comenta. Kamiya chegou ao Japão cedo, aos 7 anos, quando seus pais decidiram se tornar dekasseguis. Na época, o mangaká ainda era chamado pelo seu verdadeiro nome: Lucas Thiago Furukawa.

 

O PASSA A PASSO DA CRIAÇÃO E ENTREGA DE UMA OBRA DE LUCAS \o\:

Geralmente, Kamiya acorda lá pelas 9h. Mãos à obra. O expediente no trabalho começa em torno das 11h e, dependendo do dia, Kamiya e seus assistentes só largam a caneta digital lá pelas 22h ou 23h. Não existe fim de semana. Por isso, há épocas em que o desenhista mal pode sair de sua casa por dias. “É preciso gostar muito do que faz, porque não tem descanso”, conta. Conheça a seguir, o dia-a-dia do autor, desde o começo da produção de um capítulo até a revista pronta nas bancas:

Dia 26 - “Já tenho o desenrolar da história, do começo ao fim, pronto em um arquivo de texto com todas as falas dos personagens. Dividi o enrendo de acordo com o número de capítulos previstos. Começo a checar o “script” mais ou menos no dia 26 de todo mês, depois que enviamos o capítulo anterior para a gráfica.”

Dia 27 - “Me encontro com o editor da revista no dia seguinte, já com o rascunho inicial pronto. Faço os rabiscos em um caderno qualquer, a lápis mesmo. Nos reunimos em qualquer café ou restaurante e ficamos praticamente o dia todo conversando a respeito do capítulo.”

Dia 28 - “Cada mangaká tem sua própria maneira de produzir o capítulo, por isso, não existe uma forma convencional. No meu caso, faço as devidas mudanças indicadas pelo editor e jogo as falas nos balões. Também organizo os quadrinhos de acordo com o projeto. Esse processo inicial demora pouco mais de 2 horas.”

Dia 28 a dia 2 do mês seguinte - “Ainda no mesmo dia, começo o ’shitagaki’, ou seja, faço o rascunho já com o tablet. Já sei a delimitação de cada quadro e o espaço para os balões de fala. Termino de desenhar as 33 páginas em aproximadamente quatro dias.”

Dia 2 a 7 - “Graças ao programa e ao sistema moderno que utilizo, posso clarear o desenho inicial, do desenho definitivo. Aqui, em azul, está o rascunho que fiz nos quatro dias anteriores. Agora o foco do trabalho é reforçar o traço dos personagens.”

“A partir daqui, divido o trabalho com os assistentes. As partes monótonas eu repasso para eles (risos). Eu me foco mais ainda nos personagens, colocando diferentes tonalidades de cinza para “colorir” algumas partes.

Reparem que há traços que expressam movimentos. Dessa forma, o desenho ganha mais emoção.”

Dia 7 a 15 - “Uma das assistentes é responsável em desenhar paisagens e contextualizar o ambiente em que se passa a história. Nesses dois quadrinhos ao lado você pode reparar a diferença: enquanto faço a personagem, a minha ajudante completa com o fundo. É o processo chamado arte-final.”

Dia 12 a 14 - “Enquanto fazemos o capítulo, envio a prévia para o editor. Se ele não tiver sugestões ou pedidos de mudança (coisa que raramente acontece), conseguimos acabar o trabalho mais ou menos no prazo. Também aproveitamos o processo para fazer os retoques finais.”

Dia 14 - “O prazo de entrega acontece por volta do dia 14. Confiro página por página para ver se não há nenhum erro, ou se deixei de complementar algum detalhe. Se as 33 páginas estão ok, envio para a editora. Caso eles aprovem, a arte vai para a gráfica e….”

Dia 27 - “Finalmente, depois de alguns dias sendo compilado à revista com capítulos de outros autores, o mangá chega impressa às bancas no dia 27. Você está muito enganado se acha que eu estava descansando nesse período. Enquanto o mangá está na gráfica, aproveito para fazer “bicos” como ilustrador de livros e games.”

 

Creditos da Revista Made in Japan 137, que publicou essa materia em  fevereiro de 2009

 

 

 

SITES PARA AJUDAR ^^

Bom galera, depois da grande ideia do meu nakama denis, resolvi postar links e programas de criação de mangá.

Webnode

Sei que todo bom otaku gosta de desenhar, uns sabem mais, outros sabem menos, mas todos arriscam um poukinho, intaum pensando nisso, trago algumas apostilas e curSos online, para que possam estar virando futuros mangakás,kkkkk

segue a lista de sites e logo estarei postando alguns aplicativos^^.

ONEGAIBR

MANGÁTUTORIAL

NIPPOJOVEM

HOWTODRAWMANGÁ

SCRIBD

 

CDM - COMO DESENHAR MANGÁ

OLHA A NOVIDADE AÊ!

Entrei recentemente num forum chamado CDM( Como Desenhar Mangá), e posso dizer q encontrei o lugar certo para aprender.

Lá voce pode tirar suas duvidas, mostrar suas artes, adiquirir conhecimento sobre varios traços, treinar seus desenhos com os ADM e users do forum, alem de conhecer gente muito maneira.

Pra vc que quer se tornar um bom desenhista, ou simplesmente gosta de desenhar e gostaria de melhorar ou repassar alguma dica, esse é o lugar

recoemndo muito, e tai o site galera:

CDM - Como Desenhar Mangá

Comunidade do orkut:

CDM

Webnode

Tópico: Programas para criar seu mangá

Data
De
Assunto

mitologia grega +japonesa

a historia de um garoto que perdeu sua mãe e teve que ficar separado de seu irmão ate 4 anos depois que
o seu irmão já tem idade de recuperá-lo e caminham numa jornada atras do seu pai que e o verdadeiro assassino de sua mãe

Data
De
Assunto

Sombras e Luzes

Um pedaço da minha historia... preciso de alguém que desenhe.

Sombras e Luzes CAP: 06
(No ultimo capitulo Ketsuy descobre que o seu pai estava vivo. Ele pede a Aisha em casamente e agora motivado ira começar os preparativos para a vitória)
Pig – Não posso perdoar seu pai pela morte de Kary, Ketsuy.
Faixa verde – Eu não aturo a ideia de um míssil ter matado ela, ela era tão forte.
Pig – Eu vou vigar por um que morrer.
Aisha – Ketsuy, o que vamos fazer agora?
Ketsuy – Primeiro vamos tratar das feridas e treinar o poder da nossa áurea.
Faixa verde – Ketsuy, e o faixa vermelha?
Ketsuy – Não sabemos nada dele, talvez esteja morto!
Pig – Não consegue sentir sua áurea?
Ketsuy – Mesmo com o poder da garra... eu não o sinto.
Pig – Ele não pode ter morrido tão fácil assim...
Aisha – Ele deve esta infiltrado ou algo do tipo.
(Do outro lado da cidade)
Tartig – Olá faixa vermelha, seu poder é bem calmo, o que você fez para chegar a esse nível?
Faixa vermelha – Sofri muito e encarrei a derrota de perto.
(Faixa vermelha já tinha conseguido se libertar da parede e os dois entram em uma batalha pesada e difícil mas o faixa vermelha consegue desmaiar o Tartig e ainda tira dele o Ishigu.)
Faixa vermelha – preciso sair daqui, mas meu teleporte esta muito fraco. (ligação) Alo? Faixa amarela? Pegue o meu sinal e venha me ajudar, rápido.
Faixa amarela – Certo.
(Faixa amarela teleporta e consegue levar o faixa vermelha ate a casa do faixa verde.)
Faixa vermelha – Olha só... Ketsuy agora tem a garra. E vejo que já virou um usuário da sombra, espero que não nos traia. Ou eu terei de te matar.
Faixa verde – até acho que tu pode me matar!
Faixa verde – É melhor não discutir Ketsuy e faixa vermelha.
Faixa vermelha – escutem. Eu estou com o Ishigu, meu corpo não suporta este tipo de poder, precisamos de alguém confiável para ficar com ele. Agora que o Ketsuy é usuário da sombra.
Ketsuy – De ele para a Aisha.
Faixa vermelha – Tem certeza que podemos confiar nela?
Ketsuy – Sim. Pois amanha nos iremos ser marido e mulher, nossa áurea vai ser uma só.
(Todos ficam surpresos e fazem os preparativos para a noite)
Faixa vermelha – Ei faixa verde. Esta acordado?
Faixa verde – Sim, o que deseja?
Faixa vermelha – O Ketsuy agora pode estar duvidando da realidade e de quem ele deve matar. Eu descobri enquanto estava preso de que o mandante de tudo era o pai dele. Eu temo por nos e por ele mesmo.
Faixa verde – vamos dormir, amanha será um longo dia.
(ao amanhecer Ketsuy e Aisha concentram suas auras e fazem a cerimonia de casamento, depois dos votos de casamento o Faixa verde pega o Pig chorando no banheiro)
Faixa verde – o que ouve?
Pig – É muito difícil conseguir aguentar essa dor.
Faixa verde – Eu sei. Sua irmã era legal!
Pig – Eu estou falando do meu canal, perdi 3 inscritos, qual o sentido da vida? O que fiz de errado? Vou curtir uma página do face chamada suicidas.
(Faixa verde consegue controlar agora 30% a mais do que antes do seu poder e aprende novos golpes ensinados pelo Ketsuy.)
Faixa verde – agora que estou sozinho posso pensar numa estratégia diferente e reviver a Kary com o Ishigu da Aisha. Mas para trazer ela de volta alguém tem que morrer, um belo corpo, mas quem?...
Fim do sexto capitulo

Data
De
Assunto

Re:Sombras e Luzes

Cara, se você ainda não arrumou um desenhista, eu gostaria de ilustrar suas histórias... como podemos manter contato para que eu mostre alguns dos meus desenhos?

Data
De
Assunto

açao e magia

adoro manga do ano 2009

Data
De
Assunto

mangá

Além deu já ter o meu roteiro já tenho desenhado o meu mangá.

Data
De
Assunto

manga

legl

Data
De
Assunto

mangá

tenho um mangá completo mais n entra em contato com uma editora preciso de dicas...!

Data
De
Assunto

procuro artista

tenho uma história em desenvolvimento mas não sei desenhar

Data
De
Assunto

Re:procuro artista

Eu tbm,onde vc mora

Data
De
Assunto

Re:procuro artista

eu poso ajudar eu desenho bem voce mara aonde ?

1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>

Pesquisar no site

ANIMALUKOS produções © LMTD 2012 apoio : amigos e parceiros